Partilhe

Francisco Abreu e Manuel Gião sagraram-se este fim-de-semana vice-campeões do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos (CNVT), numa ronda que não correu da melhor forma no Autódromo do Estoril.

Abreu começou por ser abalroado logo no início da primeira corrida, tendo que fazer uma recuperação até ao quinto lugar final (quarto entre os que pontuam para o CNVT), enquanto na segunda prova Gião arrancou e terminou na quinta posição.

O terceiro lugar à partida colocou o veterano piloto na luta pelas primeiras posições da terceira prova, que concluiu no segundo posto, terminando aí as esperanças da dupla da Team Novadriver se sagrar campeã. O madeirense Francisco Abreu concluiu a época com mais um segundo lugar na quarta e última corrida do Estoril, selando o vice-título no CNVT.

No final, Abreu lamenta os azares nas duas corridas matinais, referindo que os segundos lugares das outras duas provas demonstram “estávamos competitivos no Autódromo do Estoril”.

Fazendo um balanço final da época, o madeirense diz que “foi um ano difícil com inúmeras contrariedades, como demonstrou bem este domingo. Contudo, conseguimos sempre ultrapassá-las, provando que éramos consistentemente competitivos. É evidente que o nosso objectivo é vencer o título, mas o vice-campeonato acaba por ser um prémio de consolação para todos nós na equipa, que nunca virámos a cara à luta e às adversidades”.

Manuel Gião, por seu turno, escreveu nas redes sociais que “o meu colega de equipa Francisco Abreu e eu sagrámo-nos vice-campeões. Foi um campeonato muito disputado, para nós foi pena na prova de Portimão a ‘estrelinha da sorte’ não estar estado connosco! Mas o balanço é muito positivo”.

Os nossos artigos mais recentes