Partilhe

A Audi ganhou na despedida do Mundial de Resistência (WEC), fazendo uma dobradinha nas 6 Horas do Bahrein. Quem teve mais motivos para festejar foram os pilotos do Porsche nº 2 (Neel Jani, Romain Dumas e Marc Lieb), que se sagraram campeões. Filipe Albuquerque foi vice-campeão dos LMP2 e Rui Águas selou o título dos LMGTE Am.

O Audi nº 8 (Lucas di Grassi/Loïc Duval/Oliver Jarvis) partiu da pole position mas só chegou definitivamente ao primeiro lugar na quinta hora, com Duval a superar o carro alemão de Marcel Fässler, André Lotterer e Benoît Tréluyer – que antes já havia liderado até perder terreno na troca de pilotos entre Lotterer e Tréluyer.

Os campeões do ano passado (Porsche nº 1) ficaram em terceiro. Mark Webber despede-se assim do WEC com um pódio, ao lado de Timo Bernhard e Brendon Hartley. A equipa chegou ao lugar mais baixo do pódio depois de superar o Toyota nº 5 na segunda hora. Foi o melhor dos carros japoneses, em quarto, com Anthony Davidson, Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima logo na frente de Stéphane Sarrazin, Mike Conway e Kamui Kobayashi (quintos).

Um incidente com um Porsche dos GT afastou o Porsche nº 2 da luta pelos primeiros lugares, mas o resto da prova não trouxe problemas e o sexto posto foi suficiente para Jani, Dumas e Lieb celebrarem o título.

A G-Drive (René Rast/Alex Brundle/Romain Rusinov) triunfou nos LMP2 depois de recuperar desde o último lugar. A recuperação foi consumada a 20 minutos do fim, com uma ultrapassagem de Rast a Filipe Albuquerque.

O português e os seus colegas Ricardo González e Bruno Senna lutaram pelo triunfo, mas sem andamento para enfrentar as longas rectas de Sakhir tiveram que se contentar com o segundo lugar – suficiente para a tripla da RGR Sport ser vice-campeã. Os campeões da Signatech Alpine (Gustavo Menezes/Nicolas Lapierre/Stéphane Richelmi) encerraram o pódio dos LMP2.

A Aston Martin selou os títulos de pilotos e equipas de LMGTE Pro graças ao triunfo de Nicki Thiim e Marco Sørensen, enquanto a AF Corse assegurou as segunda e terceira posições permitindo à Ferrari conquistar o ceptro de construtores.

O Porsche da Proton levou a melhor nos LMGTE Am, categoria em que Rui Águas e os seus colegas François Perrodo e Emmanuel Collard terminaram em terceiro e sagraram-se campeões. A tarefa do português do Ferrari ficou facilitada pela desistência de Pedro Lamy/Mathias Lauda/Paul Dalla Lana na terceira hora, com uma fuga de óleo no Aston Martin.

Resultado completo aqui.

Os nossos artigos mais recentes