Partilhe

A BMW vai entrar no Mundial de Resistência (WEC), em GTE, na época de 2018. Os bávaros anunciaram esta terça-feira o programa desportivo para os próximos anos. Além das estreias no WEC e na Fórmula E (numa cooperação com a Andretti), as grandes apostas vão ser o DTM, o IMSA SportsCar Championship, o Dakar e ainda os programas para os clientes de GT3 e GT4.

O plano da BMW para o WEC é entrar com um novo carro de GT, não se conhecendo para já os detalhes da participação ou os pilotos. Jens Marquardt, director da BMW Motorsport, explica que “a partir de 2018 queremos expandir as nossas actividades nos GT e competir no WEC, tal como no IMSA SportsCar Championship. Isso inclui naturalmente o regresso a Le Mans, com o qual estamos particularmente entusiasmados. A forma como o WEC se tem desenvolvido tão bem faz-nos acreditar que há um grande futuro para os GT”.

Com o ingresso no WEC a BMW vai também voltar às 24 Horas de Le Mans em 2018, depois de seis anos de ausência – a última vez que competiu foi em 2011. Junta-se assim a um conjunto de construtores que já inclui a Porsche, Aston Martin, Ferrari e a Ford. Nos GT a BMW vai também acrescentar o M4 GT4 à gama de modelos disponíveis para os programas com clientes.

De realçar ainda que, de acordo com alguns rumores na imprensa estrangeira, antes de tomar a decisão final de apostar nos GT, a BMW terá avaliado a eventual participação em LMP1 ou num projecto Garagem 56 ao longo do último ano.

Os nossos artigos mais recentes