Partilhe

A DAMS está a trabalhar para montar um programa em LMP2. A equipa de Jean-Paul Driot tem-se destacado em campeonatos de monolugares, como as GP2 e as GP3 Series ou a Fórmula E em parceria com a Renault, preparando-se agora para regressar à resistência.

Driot revelou ao site Motorsport.com que “estamos a analisar a situação e queremos entrar nos LMP2 em 2018. Estou por dentro do que acontece nos protótipos, porque estreei no automobilismo pessoas como Vincent Beaumesnil e Thierry Bouvet” (directores técnicos do ACO e da FIA).

Mas decisões, essas, só “depois de ver o que acontece na próxima temporada com os novos LMP2. Podemos optar por um Dallara ou por um Ligier, veremos. Mas temos sede em Le Mans, já lá competimos e gostamos deste tipo de provas. Temos estado demasiado afastados da resistência”, afirma o fundador da equipa francesa.

A DAMS, fundada em 1988, esteve envolvida durante vários anos nas 24 Horas de Le Mans no fim da década de 1990 e início dos anos 2000, participando na reputada prova seis vezes, sempre na categoria principal (GT1 e posteriormente LMP900).

Fez participações esporádicas nas American Le Mans Series e no FIA Sportscar Championship em 1999 e 2000, tendo ainda competido no FIA GT em 1997 e 1998. Desde então tem-se focado nos monolugares, com passagens pelos extintos Formula Renault V6 Eurocup e A1GP e pelas participações que se mantêm nas GP2 e GP3 Series e na Fórmula E.

Os nossos artigos mais recentes