Partilhe

Bernie Ecclestone sugeriu a realização de duas corridas no mesmo fim de semana – pois entende que os fãs já não estão interessados no formato atual.

Numa entrevista ao The Sunday Times, Ecclestone afirmou que a Fórmula 1 devia agitar o seu fim de semana e transformar as corridas em sprints de 40 minutos.

“As pessoas têm um perído de atenção muito mais curto e muitos desportos estão a procurar introduzir formatos mais reduzidos nos seus jogos”, disse Ecclestone.

“As audiências de televisão subiram no Brasil. Tivemos uma longa corrida com chuva forte e alguns acidentes, mas isso significou que tivemos duas partidas devido às bandeiras vermelhas, e as pessoas sintonizaram.

“Precisamos de rever o conceito tradicional de uma corrida longa. Duas corridas de 40 minutos com uma pausa de 40 minutos no meio, onde os pilotos poderiam ser entrevistados e os carros trabalhados, seria um formato atraente para os telespetadores, empresas de televisão, patrocinadores e anunciantes.

“A qualificação seria no Sábado, como de costume, mas para a primeira corrida, que definiria depois a grelha para a segunda. Iria agitar as coisas com carros mais rápidos e leves.

“Mas não sei se temos coragem para mudar. Os tempos mudam e é algo a que temos de olhar com atenção.

“Todos os desportos americanos têm tempos livres pré-definidos, principalmente porque o público americano não se consegue concentrar. Eles crescem com tudo a ser transmitido num segmento de 15 minutos na televisão. E as pessoas são assim em todo o mundo agora.”

Ecclestone também referiu que a Fórmula 1 está a precisar de uma grande revisão de regras para se afastar da visão de que está super-regulamentada.

“O livro do regulamento devia ser intitulado de “Não corram”, disse. “Está escrito de uma forma tão complicada que nem os pilotos sabem o que têm de fazer.

“Os pilotos estão frustrados; assim como os espetadores e eu próprio. É de loucos. Precisamos de tornar tudo mais fácil para os pilotos correrem de forma justa.”

Os nossos artigos mais recentes