Partilhe

Mattias Ekström é de novo líder do Mundial de Ralicross, graças à vitória na ronda de Barcelona. O sueco bateu o compatriota Timmy Hansen na final, enquanto Timur Timerzyanov assegurou o terceiro lugar. Petter Solberg, anterior líder, foi eliminado nas meias-finais.

Na final, Ekström arrancou bem para ficar no comando à frente de Timerzyanov e Hansen, que depois da sua joker lap conquistou o segundo lugar ao russo na primeira curva da última volta. Timerzyanov ainda perdeu o lugar no pódio para Johan Kristoffersson, que no entanto foi desclassificado depois da prova.

O sueco está naturalmente satisfeito com o triunfo, referindo que “no início da época só alguns pilotos podiam vencer, mas agora há vários candidatos às vitórias – a competição é muito difícil e é preciso estar no melhor nível durante o fim-de-semana para ter hipóteses”.

Ekström tem agora dois cenários: falhar uma prova do DTM pela primeira vez em 15 anos para competir no Mundial de Ralicross na Alemanha; ou poder perder o “comboio” da luta pelo título “Vou falar com os meus chefes de equipa e ver o que eles dizem, mas está nas suas mãos, por isso vou respeitar a decisão, seja qual for”, diz.

No polo oposto, Petter Solberg ficou naturalmente desiludido com o resultado em Espanha, comentando que “a corrida da semi-final começou bem, fiz uma boa partida de onde estava na grelha. Fiquei atrás de Sébastien Loeb na entrada para o gancho e depois o Robin Larsson bateu-me. Depois disso fiz tudo o que podia para voltar à luta, mas desta vez a final não foi possível.”

Nas outras categorias, Kevin Hansen venceu de forma confortável no Europeu de Ralicross, à frente de Tommy Rustad. Nos S1600 a vitória foi de Ulrik Linnemann, enquanto Cyril Raymond foi mais forte do que Thomas Bryntesson nos RX Lites.

Os nossos artigos mais recentes