Partilhe

A Sauber procura garantir a décima posição no Mundial de Construtores no GP de Abu Dhabi, última ronda da época de Fórmula 1. A formação suíça somou dois preciosos pontos no GP do Brasil através de Felipe Nasr, mas ainda não está completamente a salvo de ser igualada ou ultrapassada pela Manor.

Marcus Ericsson, um dos pilotos da Sauber, começa por afirmar que “é difícil acreditar que estamos agora na 21ª ronda – o tempo voa. O GP de Abu Dhabi é sempre um bom fim-de-semana. Além de nos divertirmos muito neste circuito, o ambiente dos adeptos e os eventos em volta da pista são óptimos”.

O sueco fala de uma ronda com vários motivos de interesse: “Vai ser um fim-de-semana entusiasmante, já que não só vai ser coroado o campeão mundial como também vamos lutar pelo nosso décimo lugar no campeonato de construtores”, refere.

Quanto a Nasr chega a Yas Marina motivado pelo seu nono lugar no Brasil e, curiosamente, tem outra ronda perto de “casa”: “Recebo sempre uma calorosa recepção e muito apoio, quer nos Emirados Árabes Unidos, quer em todo o Médio Oriente, já que a minha família tem raízes libanesas”, recorda o brasileiro.

Nasr está ciente que ainda há tarefas por concluir na última ronda da temporada, dizendo que “a época ainda não acabou, pelo que o nosso objectivo é claramente manter a nossa posição no campeonato de construtores”.

Os nossos artigos mais recentes