Partilhe

Daniil Kvyat tem tido uma época bastante complicada. Depois de ter sido despromovido da Red Bull para a Toro Rosso, passou alguns meses complicados na equipa de Faenza, demorando bastante tempo a mostrar resultados.

No entanto, o piloto russo, que ainda não tem lugar assegurado no pelotão do próximo ano, garante estar a atravessar uma fase muito melhor e espera que isso seja suficiente para continuar ao lado de Carlos Sainz na Toro Rosso em 2017.

“Acho que estou a tirar tudo e mais alguma coisa do carro, para ser honesto, portanto se isto não é suficiente então não sei o que é”, disse Kvyat.

“Estou a sentir-me muito mais confortável agora do que há uns meses atrás, com certeza.”

“Às vezes sabemos mesmo antes da corrida que não vai ser fácil, mas continuamos a lutar e eu gosto de fazer o meu trabalho independentemente da posição. Todos os dias são uma alegria. Amo o que faço e quero fazê-lo durante o máximo de tempo possível.”

Questionado sobre o seu futuro e quando ficará a saber se continuará na Toro Rosso em 2017, Kvyat respondeu: “Quando tiver de ser, será. Vai ser muito em breve, mas antes de acontecer eu não quero falar sobre isso.”

“Neste momento, a minha carreira está nas mãos da Red Bull.”

“Para um piloto que já tenha ganho algumas corridas, é muito mais fácil. Não aconteceu comigo, mas tenho alguns pódios, o que ajuda. Mas claro, não é uma vitória”, concluiu o piloto russo de 22 anos.

 

Os nossos artigos mais recentes