Partilhe

Depois de se sagrar campeão das GP2 Series, Pierre Gasly vai ficar fora da Fórmula 1 na próxima temporada, mas isso não significa o fim das esperanças do francês chegar à categoria-rainha. É essa a opinião de Christian Horner, chefe de equipa da Red Bull, cujo programa de jovens pilotos o francês integra.

Citado pela publicação britânica Autosport, Horner enfatiza a época de 2016 de Gasly e afirma que “é bom vê-lo a ganhar as GP2 Series. Fez um trabalho importante para nós nos testes e no desenvolvimento este ano. Não há um lugar disponível na F1 para ele neste momento, mas ele é o membro mais antigo da equipa júnior e vai continuar porque o avaliamos num nível extremamente elevado”.

Por isso, garante o responsável, “seja qual for o seu futuro, a F1 ainda pode muito bem ser parte desse futuro”. Já Gasly não esconde a sua grande ambição: “Disse a Helmut Marko que o meu único objectivo é chegar à F1. Irei sempre trabalhar para isso, mas é preciso ter uma oportunidade. Vejamos o que acontece. O meu futuro está amplamente em aberto, mas é certo que continuarei a empenhar-me ao máximo para chegar à F1”, afirma.

Os nossos artigos mais recentes