Partilhe

O piloto da Mercedes reconheceu que a terceira fase da sessão de qualificação para o Grande Prémio do México foi a pior sessão do fim de semana até agora.

Hamilton superou o seu colega de equipa e rival na luta pelo título Nico Rosberg por 0.254s, conseguindo uma confortável 10ª pole position do ano – ainda que o britânico não tenha melhorado o seu tempo na segunda tentativa.

O quarto de segundo que separou Rosberg de Hamilton foi o mais perto que o alemão esteve de Hamilton em todo o fim de semana, o que levou Hamilton a sugerir que não esteve ao seu melhor nível na Q3.

“Estamos muito fortes nas séries longas de voltas e os treinos correram muito bem, por isso a Q3 foi, na verdade, a pior sessão de todo o fim de semana até agora”, disse Hamilton.

“Como sempre é sempre difícil tentar fazer as voltas perfeitas quando é preciso, especialmente com estes pneus.”

“Para amanhã temos a estratégia certa e um bom carro para as séries longas”.

Não há duvidas quanto à estratégia

Tanto Hamilton como Rosberg optaram por começar a corrida com pneus macios – enquanto que o duo da Red Bull Max Verstappen e Daniel Ricciardo, que vão partir da segunda linha, têm de fazer as primeiras voltas com os pneus supermacios.

“Tínhamos um bom ritmo por isso acreditamos que era possível chegar à Q3 nos macios. Com o supermacio um pouco complicado, talvez não para eles mas para nós foi”, explicou Hamilton.

Rosberg acrescentou: “Não seria um problema começar a corrida com o supermacio, mas degrada-se bastante depressa, por isso em termos de estratégia é definitivamente uma desvantagem. Achamos que a nossa estratégia é a melhor.”

Os nossos artigos mais recentes