Partilhe

Lewis Hamilton não é um estranho relativamente às batalhas pelo título no Brasil – o britânico já entrou por duas vezes para a decisiva corrida de Interlagos na liderança do campeonato. Este fim de semana, no entanto, os seus objetivos são diferentes: Com 19 pontos de desvantagem face a Nico Rosberg, a sua intenção é a de simplesmente manter viva a luta pelo título. Apesar do que está em jogo, Hamilton afirma que é mais relaxante fazer o papel de perseguidor do que o de perseguido.

P: Lewis, mesmo que vocês continuem a dizer que a corrida de amanhã é como qualquer outra, na tua cabeça deves estar ciente do quanto está em jogo. Vais fazer alguma coisa de forma diferente tendo em conta o impacto que o resultado pode ter?

Lewis Hamilton: Não há alterações para amanhã. Vai ser uma corrida como qualquer outra – como a corrida de há duas semanas. Se sei da importância desta corrida? Claro que sim! Tenho feito corridas há tempo suficiente para saber! Eu só posso fazer o melhor que conseguir e não há nada que me faça pensar de maneira diferente. Tenho de perceber que estou no meu melhor, porque não posso controlar muitas coisas que me rodeiam. A preparação é a mesma.

P: Interlagos não tem sido uma pista simpática para ti. E este local pode muito bem decidir o título de 2016…

LH: Parece que vou ter de fazer tudo certo amanhã! Sinto-me muito bem no carro, o equilíbrio é bom, por isso não há razões para a pista não passar a ser finalmente favorável para mim.

P: Se olhares para as tuas outras lutas pelo título, esta é diferente?

LH: Sinto-me muito mais confortável agora. Talvez beneficie da idade e da experiência! Por isso vou adorar ir para a pista, mesmo que as condições não sejam as melhores. E isso também tem muito a ver com o facto de saber que tenho a melhor equipa comigo – e que podem ajudar-me a afastar quaisquer obstáculos. Provavelmente posso até ir mais longe e dizer que desta vez é uma abordagem completamente diferente relativamente ao título. Mentalmente, é uma posição muito mais confortável para se estar.

P: A luta pelo título é entre ti e o Nico Rosberg, mas há outros 20 pilotos em pista com diferentes objetivos. Alguma vez te preocupaste com eles?

LH: Não. Tenho a certeza de que toda a gente age de forma profissional. É tudo o que posso dizer acerca disso.

P: Vais começar da pole position e as previsões apontam para chuva. Isso é algo que te ajudará? Preferias uma corrida à chuva ou com piso seco?

LH: Na verdade não sei. Muitas vezes ganhas uma corrida à chuva quando partes mais atrás, porque surgem oportunidades que te podem colocar mais à frente. Eu começo da pole e se manter a posição tenho uma visão mais limpa – isso é bom. No geral gosto de conduzir no molhado, ainda que signifique uma maior imprevisibilidade – e ao mesmo tempo também gosto de condições de piso seco. Estou pronto para o que vier.

P: Há uma série de cálculos em relação às tuas esperanças de manter viva a luta pelo título – mas a solução mais fácil para ti seria a vitória…

LH: Honestamente, eu só posso olhar para a minha própria corrida. Às vezes quando tentas ser super inteligente acabas por estragar tudo. Quero ganhar porque sou o melhor e não através de táticas em pista.

P: Costumas preocupar-te com acidentes ou algum contacto nas lutas em pista?

LH: Não. Estou sempre à espera de uma luta justa. Claro que se pode olhar para a história e para os pilotos que já o fizeram no passado em situações similares – mas tenho a certeza que essas coisas não vão acontecer. Quero manter a minha cabeça limpa desse tipo de pensamentos.

P: Uma das características desta pista é a subida que se encontra na partida. Isso pode conter potenciais problemas?

LH: Não, tenho estado a preparar-me para isso portanto o meu arranque deve correr sem qualquer problema.

P: Quanto à pista em si, os pilotos têm-se queixado sobre a irregularidade do piso nos últimos anos. Foram feitas alterações, especialmente na via das boxes – isso vai ajudar-te?

LH: A mim e a todos os outros pilotos! É muito melhor agora – menos irregular e menos perigoso – e estou muito satisfeito por o terem feito.

Os nossos artigos mais recentes