Partilhe

Depois de duas bandeiras vermelhas e vários períodos de Safety Car, foi Lewis Hamilton quem melhor dominou a tempestade de São Paulo para vencer o Grande Prémio do Brasil à frente de Nico Rosberg, adiando a decisão do título para o Grande Prémio de Abu Dhabi. A outra estrela foi Max Verstappen, que impôs um ritmo impressionante nas últimas voltas para chegar ao pódio em Interlagos.

Hamilton foi o mais constante numa corrida atípica e superou Rosberg por mais de 11 segundos, assegurando que o título apenas será decidido dentro de duas semanas.

Max Verstappen chegou a ultrapassar Nico Rosberg mas foi vítima de uma má estratégia da Red Bull, que colocou pneus intermédios no RB12 do holandês numa altura em que a chuva se tornava mais intensa.

Verstappen, no entanto, voltou aos pneus de chuva forte para um grande final de corrida, em que alcançou o pódio depois de várias ultrapassagens a pilotos como Sebastian Vettel, Sergio Perez e Carlos Sainz.

Sergio Perez foi o primeiro dos Force India – que voltaram a ganhar muitos pontos aos Williams – e terminou na quarta posição, na frente de Sebastian Vettel e Carlos Sainz.

Nico Hulkenberg terminou em sétimo e Ricciardo em oitavo, com Felipe Nasr a ser um dos destaques da corrida, ao conseguir dois pontos no seu Grande Prémio de casa, o que é suficiente para que a sua equipa supere a Manor no campeonato de construtores.

Fernando Alonso foi outro dos pilotos que entrou em pião no último setor da pista, mas conseguiu recuperar até à décima posição.

A corrida foi interrompida por duas vezes e ficou também marcada pelas várias intervenções do Safety Car, sendo que a primeira vítima foi Romain Grosjean, que saiu de pista ainda na volta em que se dirigia para a grelha de partida.

Sebastian Vettel também não evitou um pião na última curva do circuito de Interlagos, enquanto Marcus Ericsson acabou mesmo por bater e abandonar a corrida.

Num dos reinícios de corrida, Kimi Raikkonen perdeu o controlo do Ferrari na reta da meta e Felipe Massa também se viu obrigado a abandonar aquele que foi o seu último Grande Prémio do Brasil, depois de protagonizar um acidente no mesmo sítio.

POS NO DRIVER CAR LAPS TIME/RETIRED PTS
1 44 Lewis Hamilton MERCEDES 71 3:01:01.335 25
2 6 Nico Rosberg MERCEDES 71 +11.455s 18
3 33 Max Verstappen RED BULL RACING TAG HEUER 71 +21.481s 15
4 11 Sergio Perez FORCE INDIA MERCEDES 71 +25.346s 12
5 5 Sebastian Vettel FERRARI 71 +26.334s 10
6 55 Carlos Sainz TORO ROSSO FERRARI 71 +29.160s 8
7 27 Nico Hulkenberg FORCE INDIA MERCEDES 71 +29.827s 6
8 3 Daniel Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER 71 +30.486s 4
9 12 Felipe Nasr SAUBER FERRARI 71 +42.620s 2
10 14 Fernando Alonso MCLAREN HONDA 71 +44.432s 1
11 77 Valtteri Bottas WILLIAMS MERCEDES 71 +45.292s 0
12 31 Esteban Ocon MRT MERCEDES 71 +45.809s 0
13 26 Daniil Kvyat TORO ROSSO FERRARI 71 +51.192s 0
14 20 Kevin Magnussen RENAULT 71 +51.555s 0
15 94 Pascal Wehrlein MRT MERCEDES 71 +60.498s 0
16 22 Jenson Button MCLAREN HONDA 71 +81.994s 0
NC 21 Esteban Gutierrez HAAS FERRARI 60 DNF 0
NC 19 Felipe Massa WILLIAMS MERCEDES 46 DNF 0
NC 30 Jolyon Palmer RENAULT 20 DNF 0
NC 7 Kimi Räikkönen FERRARI 19 DNF 0
NC 9 Marcus Ericsson SAUBER FERRARI 11 DNF 0
NC 8 Romain Grosjean HAAS FERRARI 0 DNS 0

*Provisional results

Os nossos artigos mais recentes