Partilhe

Está completamente em aberto a disputa pelo segundo lugar do Mundial de Ralis (WRC). Matematicamente ainda há cinco pilotos que se podem sagrar vice-campeões, mas a luta mais “quente” envolve Andreas Mikkelsen e Thierry Neuville, empatados pontualmente. O próximo “capítulo” nesta batalha é no Rali de Gales Grã-Bretanha, este fim-de-semana.

Mikkelsen, da Volkswagen, abandonou em Espanha e viu Neuville igualá-lo no campeonato. O norueguês não espera que a oposição facilite, antevendo “uma dura batalha pelo segundo lugar. O meu objectivo é, obviamente, ser vice-campeão. Vou estar focado apenas na minha própria performance e tentar fazer o máximo nos dois últimos ralis. Já tive grandes lutas com o Thierry esta época e em Gales não vai ser diferente”.

Já o belga da Hyundai refere que o Rali de Gales é uma prova do agrado de todos os pilotos, mas nem por isso fácil: “É muito rápido e entusiasmante, especialmente nas estradas estreitas na floresta. Pode ter também o piso muito escorregadio. É evento do qual todos gostamos muito. Para ser competitivo é preciso encontrar cedo um bom ritmo, e esse é o nosso primeiro objectivo. Queremos novamente lutar pelo pódio e mantermos a nossa série de resultados positivos”, afirma.

Os nossos artigos mais recentes