Partilhe

O chefe de equipa da Toro Rosso, Franz Tost, confessa ter sido complicado perder Max Verstappen a meio da época para a Red Bull.

“Trocar pilotos a meio da época é sempre um problema para uma equipa”, começou por dizer Tost.

“O piloto é um elemento de motivação para todos os membros da equipa. O Max é um piloto especial e perder alguém como ele durante a época não foi fácil.”

No entanto, e apesar de um período inicial atribulado, Tost não deixou de elogiar Daniil Kvyat.

“O Daniil Kvyat é um piloto muito talentoso, mas no inicio foi difícil para ele mudar de uma equipa como a Red Bull, que luta por posições de topo, para uma equipa do meio da tabela.”

“Mas, atualmente, a situação está a melhorar”, finalizou Tost.

Ainda sobre Max Verstappen, Franz Tost disse ter acompanhado grande parte da carreira do piloto holandês, antes de este chegar à Formula 1, e que as dúvidas sobre a sua qualidade eram muito poucas.

“Conheci o Max nos karts, e vi todas as corridas dele na Formula 3 em 2014. Depois da corrida em Norisring, liguei ao Helmut Marko para lhe dizer que não era um risco contrata-lo.”

“Ele tem um controlo de carro incrível, não tem problemas com a velocidade e percebe os aspetos técnicos muito bem, incluíndo os pneus.”

 

Os nossos artigos mais recentes