Partilhe

Sébastien Ogier confirmou esta tarde a vitória no Rali de Gales Grã-Bretanha, penúltima prova do Mundial de Ralis (WRC) deste ano. O francês dominou a prova na frente de Ott Tänak, que encerrou o fim-de-semana com o triunfo na Power Stage. Thierry Neuville encerrou o pódio da prova que consagrou a Volkswagen como tetracampeã de construtores.

Liderando desde início na frente de Tänak, Ogier (Volkswagen) terminou o primeiro dia do Rali de Gales com uma vantagem tranquila – a rondar os 40 segundos – para o estónio do Ford, limitando-se a controlar no sábado e no domingo apesar de no fim terem ficado separados por pouco mais de dez segundo.

No final, Ogier realçou que o principal objectivo – assegurar o título para a Volkswagen – foi conseguido, numa prova que esteve longe de ser fácil: “Não foi assim tão fácil, para ser honesto. O Ott Tänak estava a voar. Foi muito consistente e não cometeu erros. Tivemos que fazer um rali perfeito para o superar”, disse.

Já o estónio explicou que os pneus foram importantes, afirmando que “tenho que agradecer à equipa e à DMACK. A nossa posição em estrada não era boa mas beneficiámos dos pneus e do carro. Estou muito entusiasmado com a próxima época”.

Neuville, em Hyundai, levou a melhor na luta pelo lugar mais baixo do pódio, que durou praticamente até ao fim – o belga e o seu colega Hayden Paddon entraram no último dia da prova separados por menos de 13 segundos. Kris Meeke (Citroën) encerrou os cinco primeiros já a mais de dois minutos e meio da frente, superando tranquilamente Dani Sordo (Hyundai).

Andreas Mikkelsen teve problemas de transmissão no Volkswagen ainda no primeiro dia e viu Neuville a distanciar-se na luta pelo segundo lugar do campeonato. O norueguês ainda conseguiu dois pontos graças ao segundo lugar na Power Stage, em que o belga foi terceiro e conquistou um ponto adicional.

Esapekka Lappi foi mais forte no WRC 2, batendo tranquilamente Pontus Tidemand (por cerca de meio minuto), enquanto Teemu Suninen encerrou o pódio da categoria. Já Martin Koči dominou por completo o WRC 3 e o Junior WRC, terminando com mais de dois minutos de vantagem para Simone Tempestini, que por sua vez levou a melhor sobre Yohan Rossel na luta pelo segundo posto das categorias.

Resultado da Power Stage (10 primeiros):

Pos. Piloto Carro Tempo/Dif.
Ott Tänak Ford Fiesta RS WRC 5m19,0s
Andreas Mikkelsen Volkswagen Polo R WRC + 1,4s
Thierry Neuville Hyundai i20 WRC NG + 4,5s
Jari-Matti Latvala Volkswagen Polo R WRC + 4,8s
Sébastien Ogier Volkswagen Polo R WRC + 6,2s
Pontus Tidemand Skoda Fabia R5 + 6,8s
Kris Meeke Citroën DS3 WRC + 6,9s
Mads Østberg Ford Fiesta RS WRC + 8,2s
Hayden Paddon Hyundai i20 WRC NG + 8,2s
10º Stéphane Lefebvre Citroën DS3 WRC + 9,1s

 

Classificação final (10 primeiros):

Pos. Piloto Carro Tempo/Dif.
Sébastien Ogier Volkswagen Polo R WRC 3h14m30,2s
Ott Tänak Ford Fiesta RS WRC + 10,2s
Thierry Neuville Hyundai i20 WRC NG + 1m35,4s
Hayden Paddon Hyundai i20 WRC NG + 1m54,9s
Kris Meeke Citroën DS3 WRC + 2m35,2s
Dani Sordo Hyundai i20 WRC NG + 4m02,6s
Jari-Matti Latvala Volkswagen Polo R WRC + 4m28,3s
Mads Østberg Ford Fiesta RS WRC + 4m38,3s
Stéphane Lefebvre Citroën DS3 WRC + 7m12,2s
10º Eric Camilli Ford Fiesta RS WRC + 8m19,3s
11º (1º WRC 2) Esapekka Lappi Skoda Fabia R5 + 9m30,1s
28º (1º WRC 3) Martin Koči Citroën DS3 R3T Max + 33m17,2s

Resultados e classificações completas aqui.

Os nossos artigos mais recentes