Partilhe

Fernando Alonso vai apenas “marcar presença” na sessão de qualificação de Sábado. O espanhol usou, nas sessões de treinos livres, a unidade de potência mais evoluída e incorre, assim, numa penalização.

Tendo usado dois dos três tokens de desenvolvimento de motor que restavam até ao final da temporada numa atualização da unidade de potência RA616H, a Honda preferiu que Alonso estreasse essas evoluções já na Malásia, de modo a não penalizar no Grande Prémio do Japão.

“Para mim, a qualificação vai ser curta devido às penalizações, disse Alonso, que estará, garantidamente, na última linha da grelha de partida no Domingo. “Vou fazer uma volta para estabelecer um tempo dentro dos 107% e depois vou ver pela televisão. Vou tentar poupar o máximo de pneus possível.”

Ainda que Alonso não vá participar na corrida com a nova unidade de potência, o chefe da Honda Yusuke Hasegawa mostrou-se satisifeito com as informações recolhidas nas sessões de treinos. “Ambas as sessões correram muito bem. Agora vamos focar-nos em analisar os dados para preparar a unidade de potência para a próxima corrida. As evoluções permitem aumentar a durabilidade e diminuir o peso das partes em torno do ICE (motor de combustão interna).”

Apesar dos 30 lugares de penalização, Fernando Alonso mostra-se confiante para a corrida: “As previsões indicam que há possibilidade de chuva no Sábado e Domingo – ainda não sabemos se a qualificação e a corrida serão afetadas – por isso começar atrás por não ser muito mau para nós.”

Os nossos artigos mais recentes