Partilhe

Vai ser já este fim-de-semana que o Peugeot 3008 DKR se estreia em competição, no Rali de Marrocos que arranca no domingo. É a oportunidade de validar o programa de testes do novo carro, com o qual o construtor francês vai atacar a renovação do título no Dakar.

Depois de mais de 5000km de testes entre os quatro pilotos, Carlos Sainz vai estrear o 3008 DKR competitivamente. Na prova marroquina vai ser possível comparar o Peugeot 3008 DKR e o antecessor (2008 DKR), que vai estar nas mãos de Cyril Desprès.

Sainz diz que não há alterações radicais, mas explica que há detalhes “como a suspensão e o motor que se somam para fazer a diferença”. O espanhol realça ainda a importância do Rali de Marrocos: “É aqui que podemos verificar se o carro está no melhor estado possível para começar o Dakar”, refere. Já Cyril Desprès assegura que sente melhoramentos significativos “na estabilidade e na suspensão, e também trabalhámos muito na fiabilidade. O Dakar é uma das corridas mais difíceis do mundo, por isso precisamos de um carro resistente”.

Stéphane Peterhansel acrescenta que “estou muito satisfeito com a forma como o programa de testes tem corrido até agora, e claro que iremos seguir o progresso do Carlos e do Cyril com enorme interesse”. O outro piloto da Peugeot, Sébastien Loeb, considera que “ainda tenho muito para aprender sobre o todo-o-terreno e o Dakar, já que é a minha primeira participação. Mas já completei muitos testes em Marrocos e competi em ralis, por isso começo a acostumar-me a este tipo de terreno”.

O Rali de Marrocos vai ter cinco etapas competitivas, entre 3 e 7 de Outubro. Ao todo vão ser mais de 1.885km, além de um prólogo de sete quilómetros no dia 2 de Outubro, domingo, em Agadir, que vai decidir a ordem de partida para a primeira tirada.

Os nossos artigos mais recentes