Partilhe

O piloto brasileiro esteve 19 anos na Formula 1, entre 1993 e 2011, tendo participado em 322 Grandes Prémios (um recorde).

Quando deixou a Formula 1, há sensivelmente 5 anos atrás, teve uma breve passagem pela IndyCar e hoje em dia, para além de passar muito tempo nos karts, corre no campeonato brasileiro de Stock Car, onde conquistou o título de campeão em 2014.

E embora tenha passado uma parte significativa da sua vida no muno da Formula 1, o brasileiro de 44 anos diz-se mais feliz agora do que na altura.

“Hoje, praticamente, sou mais feliz do que na minha época de Fórmula 1”, disse Barrichello ao Motorsport.com.

“Acho que quando você fica muito tempo na F1, você fica muito limitado ao seu dia a dia, às mesmas coisas quase sempre. Em um momento que você quer ficar com a família você tem que viajar para compromissos com patrocinador, tem que viajar para a fábrica, para o simulador etc.”

Sobre Jenson Button, que não estará no grid em 2017, Barrichello comentou: “O Button chega a mais de 300 corridas e não tenha dúvida que isso é mentalmente cansativo. Com um ano sabático e tendo a chance de voltar, pode ser que ele volte mais forte.”

Os nossos artigos mais recentes