Partilhe

A Sauber e a Manor são os destinos prováveis de Pascal Wehrlein para a temporada de Fórmula 1 de 2017. O piloto está ligado à Mercedes como piloto de reserva, e os alemães conversam com as duas equipas do fundo do pelotão para colocar como titular o jovem que este ano se estreou na categoria.

Citado pelo canal de televisão Sky, o director-executivo da Mercedes, Toto Wolff, confirma que “estamos a conversar com a Monisha Kaltenborn, da Sauber, e com Stephen Fitzpatrick, da Manor, e com os seus grupos directivos”.

O responsável diz também que para já ainda nada está decidido sobre o futuro de Wehrlein, cujo colega de equipa Esteban Ocon já tem assegurado um lugar ao lado de Sergio Pérez na Force India em 2017.

O jovem alemão encara qualquer uma das opções de forma positiva: “Sinto-me bem na Manor e é óptimo ver o progresso. Mas a Sauber é igualmente uma boa equipa. Também tem um passado ligado à Mercedes e aos pilotos jovens da Mercedes”, diz, citado pelo site Motorsport.com.

Recorde-se que a Manor utiliza unidades motrizes Mercedes e acolheu Wehrlein esta época. A Sauber, que esteve ligada ao construtor alemão na década de 1990, já confirmou Marcus Ericsson para 2017, mas ainda tem um cockpit em aberto –Felipe Nasr, viu o seu patrocinador Banco do Brasil anunciar a saída da F1 e está longe de ter a continuidade garantida.

Os nossos artigos mais recentes