Partilhe

Há novo campeão nas Verizon IndyCar Series: Simon Pagenaud selou o título com o triunfo em Sonoma, ronda final da temporada. Foi uma vitória dominadora, com o francês a liderar 76 das 85 voltas. Superou Graham Rahal por cerca de três segundos, enquanto Juan Pablo Montoya encerrou o pódio da corrida.

Pagenaud não deu quaisquer hipóteses aos rivais, nem mesmo a Rahal, que não teve que se preocupar tanto com o consumo de combustível na recta final. O novo campeão viu ainda o seu principal rival na luta pelo título, Will Power, ficar afastado dos primeiros lugares com problemas de embraiagem ainda antes do meio da corrida.

Ryan Hunter-Reay foi o quarto e Alexander Rossi alcançou a quinta posição no final da sua primeira época, em que foi o melhor estreante (11º). Nota ainda para Hélio Castroneves, que tentou atacar o segundo lugar do campeonato mas não conseguiu ir além do sétimo posto da corrida de Sonoma, atrás de Josef Newgarden. O brasileiro termina a época em terceiro.

“Monolugar fenomenal”
No fim da corrida, Pagenaud era naturalmente um piloto satisfeito: “Tentei ter o meu futuro nas minhas mãos ao ser agressivo e o mais rápido que conseguia. Claramente tivemos um monolugar fenomenal, muito dominador. Diverti-me a pilotar hoje (n.d.r.: domingo) . Foi um dia incrível e acho que mostra o potencial das 22 equipas em toda a temporada”, refere.

Por outro lado, Will Power não escondeu a desilusão com o desfecho da temporada e com os problemas em Sonoma, reconhece a boa forma de Pagenaud em 2016 e acaba por considerar que “foi um ano muito forte. Quatro vitórias, uma em corrida de 500 milhas em Pocono. Não foi a corrida certa (n.d.r.: 500 Milhas de Indianápolis), mas é uma prova de 500 milhas”.

Os nossos artigos mais recentes