Partilhe

Stéphane Lefebvre regressa este fim-de-semana à acção no Mundial de Ralis (WRC), depois do violento acidente no Rali da Alemanha que o afastou das etapas da Córsega e da Catalunha. O francês volta aos comandos do Citroën DS3 WRC, mas tem Gilles de Turckheim como co-piloto, uma vez que Gabin Moreau continua a recuperar.

Os grandes objectivos de Lefebvre para a Grã-Bretanha são “voltar a encontrar a minha velocidade e adquirir experiência para 2017”. O gaulês sente-se confiante para a prova em que a lama, o nevoeiro e a chuva são mais do que prováveis, explicando que “tem que se perceber as mudanças de aderência para estar no limite sem o ultrapassar. É um pouco como as condições que se encontram no norte de França, mas em terra batida. Espero poder ter uma corrida consistente, com uma margem estável para os líderes”.

Lefebvre é uma das promessas dos ralis em França, e no próximo ano vai continuar na Citroën, que regressa como equipa oficial ao mais importante campeonato de ralis do mundo.

Os nossos artigos mais recentes