Partilhe

14º na qualificação, Tiago Monteiro não esconde a sua frustração com os primeiros resultados na ronda de Xangai do Mundial de Carros de Turismo (WTCC). O português refere as rectas do traçado chinês, vários rivais sem lastro e um erro de pilotagem como factores que podem ter influenciado o desempenho na qualificação, e na espera facilidades para as corridas.

Monteiro começa por realçar que “sabíamos que hoje seria difícil porque as longas rectas do circuito penalizam o nosso carro. Além disso a performance dos vários carros a terem 0kg de lastro este fim-de-semana subiu relativamente à nossa. Tive de me empenhar ao máximo para fazer a diferença e acabei por errar na minha última volta, perdi 0.2 segundos e falhei a Q2”.

Agora, arrancando de 14º nas duas corridas, a tarefa do portuense na China não vai ser nada fácil, podendo perder terreno na luta pelo posto de vice-campeão: “A partir de 14º em ambas as corridas será difícil, mas se conseguir arrancar bem e pontuar, então a luta pelo segundo lugar do campeonato vai continuar no Qatar”, refere.

Os nossos artigos mais recentes