Partilhe

Tom Coronel e Alice Powell juntaram-se ao EGT Drivers’ Club, que reúne os pilotos interessados em competir no Electric GT Championship (EGT). Stefan Wilson, Vicky Piria, Dani Clos e Leilani Münter são outros nomes já confirmados pelo primeiro campeonato de GT totalmente eléctricos.

Aos 44 anos Coronel abraça uma nova fase da sua vasta carreira, que também já passou pelos GT. O holandês considera que o EGT “é um projecto muito interessante e estou muito entusiasmado por fazer parte dele nestas fases iniciais. Se olharmos para o mundo do automobilismo tudo está a caminhar para este tipo de competição, a Fórmula E já mostrou quão bem-sucedida pode ser e até a F1 introduziu recentemente sistemas híbridos”.

Já Alice Powell, 23 anos, deu nas vistas nas fórmulas de promoção, tendo apenas meia época de experiência em cockpits fechados, depois de ter competido na Ginetta G50 Cup em 2010. A britânica realça que “as competições eléctricas estão rapidamente a crescer e estou entusiasmada por integrar o primeiro campeonato no mundo de GT totalmente livres de emissões. O campeonato tem um futuro promissor e planos fantásticos”.

O EGT vai ter um total de 20 pilotos, que vão competir em dez equipas profissionais numa competição monomarca – todos os carros são Tesla Model S adaptados à competição. O Autódromo do Estoril, em Portugal, recebe uma das sete rondas da temporada.

Os nossos artigos mais recentes