Partilhe

Laurens Vanthoor foi o vencedor da Taça do Mundo FIA de GT em Macau apesar de um espectacular acidente a mais de 200km/h em que capotou, escapando ileso. O piloto belga da Team WRT Audi destaca a segurança dos carros e do Circuito da Guia, que compara a Nordschleife.

Em entrevista ao site Motorsport.com, Vanthoor começa por explicar que é um susto que tão cedo não lhe vai sair da memória: “Foi muito assustador, foi a primeira vez que capotei. O mais assustador foi ver o carro a levantar e aterrar virado ao contrário – está-se a ver tudo ao contrário e todos os outros carros a chegarem à recta a alta velocidade”, explica.

O piloto da Bélgica realça os níveis de segurança ao referir que “a Audi tem carros seguros, a pista é segura – de outra forma não estaria aqui depois de um acidente a 250km/h. Claro que é mais entusiasmante do que outras pistas, mas é por isso que muitos pilotos gostam de vir aqui e a acham muito desafiante”.

O piloto da Bélgica chega mesmo a comparar o Circuito da Guia ao igualmente mítico Nordschleife: “Este é o circuito mais difícil do mundo, provavelmente a par de Nordschleife. Esta é a pista onde os melhores pilotos e construtores de GT deviam competir”, afirma.

Sobre a decisão de parar a corrida, Vanthoor aceita que foi uma boa solução, mas considera que de futuro “devemos assegurar-nos que temos mais margem em termos de tempo para continuar a corrida. No final foi o que aconteceu e não tivemos outra hipótese. É claro que vão existir sempre intervenções do safety car e bandeiras amarelas”.

Os nossos artigos mais recentes