Partilhe

Jolyon Palmer vai continuar na Fórmula 1 em 2017 na Renault, fazendo parceria com Nico Hülkenberg. O alemão será a referência para o britânico, que mantém o lugar por mais tempo caso consiga estar ao nível do recém-chegado a Enstone.

Frédéric Vasseur, chefe de equipa da Renault, vê em Hülkenberg “uma boa referência”, pelo que considera que Palmer “tem a oportunidade de mostrar o seu potencial. Ele vai ter uma referência muito forte e se conseguir estar ao nível do Nico, ele continuará connosco”.

Em entrevista ao site Motorsport.com, o responsável garante também que caso isso aconteça o britânico “terá vantagem” se outros nomes sonantes ficarem disponíveis, uma vez que “já está em posição de mostrar o seu potencial, velocidade e compromisso com a equipa. Acho que é sempre melhor estar dentro da equipa do que fora. Ele vai ter que fazer o trabalho”.

Sobre a actual forma de Jolyon Palmer, Vasseur recorda que a decisão sobre os pilotos de 2017 foi adiada algumas vezes, acabando por recair no piloto que se estreou esta época: “O Jo teve um início complicado mas depois voltou ao ritmo e, nas últimas três ou quatro corridas teve um ritmo muito forte. Se olharmos ao que ele fez nas fórmulas de promoção, ele esteve sempre a melhorar. Quando foi campeão de GP2 as suas classificações anteriores eram 20º, 13º e sexto”, explica.

Os nossos artigos mais recentes