Partilhe

Sebastian Vettel admitiu ter ficado impressionado com a quantidade de tráfego que encontrou nas duas primeiras sessões de treinos livres no México, tendo apelidado Fernando Alonso de “idiota” na segunda sessão.

Ao ficar retido atrás do piloto da McLaren, Vettel expressou o seu descontentamento via rádio após o espanhol ter alargado a trajetória na curva 12.

“Talvez tenha sido apenas comigo, mas senti que estava de facto da Cidade do México e não na pista, com um grande volume de tráfego”, disse Vettel.

“Acho que toda a gente estava a lutar com os mesmos problemas, fazer os pneus durar, especialmente o supermacio.

“Eu não sei por completo, porque tinha tanto tráfego que acabei por não conseguir fazer voltas sucessivas.

“Penso que no geral o ritmo foi bom, e isso era o mais importante. Ainda podemos melhorar para amanhã.”

Liderar a sexta-feira “não significa nada”

Tendo sido mais rápido que Lewis Hamilton por 0.004s na segunda sessão, Vettel desvalorizou o ritmo da Ferrari, dizendo que Hamilton tem, provavelmente, mais velocidade “no bolso”.

“Penso que no geral foi um bom dia”, disse Vettel relativamente aos treinos de sexta-feira.

“Claro que é bom estar em primeiro após os treinos, mas não significa nada. Tivemos um bom dia, o carro parece estar a trabalhar bem, não tivemos problemas e cumprimos a sequência de planos antes do previsto, por isso foi um bom dia no que a isso diz respeito.”

“Penso que a volta do Lewis não pareceu particularmente boa, por isso acho que ele tem mais para dar. Amanhã temos de ser realistas. Quer dizer, se for assim amanhã, nós lidamos bem com isso, claro.”

Antecipando o resto do fim de semana, Vettel acrescentou: “Não pode ser pior do que no ano passado, porque nenhum de nós terminou a corrida. Mas o ritmo já foi muito bom no ano passado, por isso parece que pode haver alguma coisa na Cidade do México que combina com a Ferrari.”


Os nossos artigos mais recentes