Partilhe

Os 250km da Historic Endurance, realizados no último fim-de-semana no Estoril, ficaram marcados por um brutal acidente que, felizmente, não teve consequências graves para os vários pilotos envolvidos.

Já de noite e com chuva, o Porsche de Luis López e Alvaro Rodriguez entrou em pião na recta da meta e ficou atravessado, sendo atingido por dois carros. A direcção de prova decidiu mostrar bandeiras vermelhas, mas mesmo com a prova interrompida o Porsche dos espanhóis foi atingido por mais dois pilotos.

Dois dos envolvidos – Luis López e Carlos Santos – tiveram que ser encaminhados para um hospital mas não sofreram lesões graves, enquanto outros dos três pilotos envolvidos foram assistidos no centro médico do circuito, mas sem ferimentos. A prova foi ganha por Francisco Albuquerque, na frente de Max Boodie.

O organizador do evento, Diogo Ferrão, admite que há que tomar medidas para evitar situações semelhantes no futuro: “Felizmente, todos os pilotos tiveram alta hospitalar ainda no sábado. Todos sabemos que o desporto motorizado comporta perigos. Não o podemos negar. Contudo, o que aconteceu nesta corrida ultrapassa os perigos normais e iremos equacionar novas medidas para evitar que situações como estas se possam repetir”, considera.

Pode ver o acidente e outros momentos da prova neste vídeo:

1 COMENTÁRIO

  1. Se o Sr Diogo Ferrão vir provas de circuitos estrangeiros equiparados ao Estoril, sabe que em caso de corrida interrompida por motivos que justifiquem devem ser accionados de imediato os semáforos vermelhos que deverão estar espalhados ao longo do circuito.(bem como de outras cores de acordo com o andamento da prova) Não sei se o Autódromo do Estoril já está equipado com este sistema usualmente usado em todas as pistas de nomeada por esse Mundo fora e principalmente com uma componente nocturna.. Mas se não está não pode atrever-se a organizar uma prova desta envergadura com vários pilotos de nomeada e não só. Eu estava lá , na recta da meta e bem vi o tempo que passou entre o “estacionar” do Porsche no meio da recta da meta e o final do 2º acidente. Só muita sorte e o bom desempenho dos pilotos levou a que não tivesse ocorrido uma tragédia. Corrigam os erros rapidamente enquanto ainda forem a tempo.

Os nossos artigos mais recentes