Partilhe

Surgiram esta semana novos rumores sobre a eventual saída da Volkswagen Mundial de Ralis (WRC), mas os responsáveis da equipa desvalorizam as notícias. A mais recente é da publicação britânica Autosport, que adianta que a direcção da marca reúne-se esta segunda-feira em Wolfsburgo para debater o futuro no WRC – um dia depois de selar o quarto título.

A especulação sobre o envolvimento da Volkswagen no WRC começou no último ano, na sequência do escândalo de emissões poluentes em veículos de estrada. Já depois disso, no início de 2016, a direcção confirmou a permanência por mais uma época, até 2019 – algo que já havia sido anunciado pelos directores anteriores. Contudo, o anúncio da saída da Audi do Mundial de Resistência (WEC) fez voltar a crescer a especulação sobre a Volkswagen nos ralis.

Sven Smeets, chefe de equipa do fabricante de Wolfsburgo, não comenta a situação, afirmando apenas à publicação britânica Autosport que os rumores surgiram na Alemanha a partir de alguém “que não é jornalista de automobilismo, mas escreveu no seu artigo que Wolfsburgo está em questão. Não quero falar sobre estes rumores”.

Sem dar aso a especulações, o responsável da marca alemã garante ainda que tomou conhecimento da saída da Audi do WEC “como qualquer outra pessoa, não sei o que se passa na Audi. Mas depois começaram logo a surgir na Alemanha rumores sobre a Volkswagen”.

A verdade é que, nesta altura, abandonar o WRC não parece ser uma decisão expectável e de acordo com a imprensa estrangeira pode até estar em cima da mesa uma nova extensão de um ano do programa da Volkswagen no campeonato.

Os alemães, como os restantes construtores, estão numa fase adiantada da preparação para as regras que são introduzidas na próxima época, o que implica, naturalmente, custos consideráveis. Além disso, o sucesso da Volkswagen no Mundial de Ralis é um “argumento de peso” – ainda não deixou escapar um título de pilotos nem de construtores desde que chegou em 2013…

Os nossos artigos mais recentes