Partilhe

O Mundial de Ralis (WRC) de 2017 não deve incluir os Ralis da China e da Turquia, evitando assim riscos desnecessários. A versão final do calendário, com 13 etapas, deve ser conhecida após o Conselho Mundial da FIA desta quarta-feira, em Viena.

Jarmo Mahonen, director de ralis da FIA, confirma à publicação britânica Autosport a ausência das duas provas asiáticas, explicando que “avaliámos a situação na Turquia e não queremos correr quaisquer riscos”. O responsável diz que prefere esperar para ver a evolução da delicada situação política turca.

Quanto à China, Mahonen afirma que “o mesmo se passa com a China – não queremos apostar numa coisa que é um pouco insegura”. Recorde-se que esta época a prova chinesa foi cancelada devido aos danos provocados por chuvas torrenciais na região onde seria a prova.

Os nossos artigos mais recentes